Aprendendo outro idioma – 10 coisas que você precisa saber 1


Este post já foi lido 1558 vezes desde 27/06/2015

O post de hoje foi publicado originalmente no The Guardian, um dos maiores jornais do Reino Unido, e fala sobre 10 coisas que devemos nos atentar no que se refere a aprender outro idioma. Como o texto é um pouco extenso, estou publicando-o em duas partes. Nesta primeira, os itens de 1 a 5.

O texto original está aqui. A tradução foi feita por mim (em alguns casos teve adaptações), e você pode conferi-la abaixo (falando nisso, se você precisar de tradução inglês para português clique aqui ou use o formulário de contato):

1. Estabeleça metas realistas

Você decidiu aprender inglês (ou qualquer outro novo idioma). E agora? Em um chat recente que tivemos online, o primeiro conselho dos nossos especialistas foi perguntar a si próprio: o que eu quero atingir, e quando? Donavan Whyte, vice-presidente da Rosetta Stone, uma das maiores empresa de ensino de idiomas online, diz: “Aprender idiomas funciona melhor quando a meta é dividida em objetivos gerenciáveis, que podem ser atingidos em poucos meses. Isto é muito mais motivante e realista“.

Você pode estar se sentindo altamente motivado quando você começa, mas “mirar” na fluência não é necessariamente a melhor ideia. Phil McGowan, diretor da Verbmaps, recomenda definir metas tangíveis e específicas: “Porque não definir como meta ser capaz de ler um artigo de jornal em inglês sem ter que recorrer nenhuma vez ao dicionário?

2. Lembre a si próprio porque você está aprendendo

Pode parecer óbvio, mas reconhecer o porquê exatamente você quer aprender inglês é realmente importante. Alex Rawlings, um professor de idiomas que está agora aprendendo o seu 13º idiomas, diz: “A motivação é geralmente a primeira coisa que deve ser trabalhada, principalmente em estudantes que querem aprender sozinhos“. Para manter a motivação em alta ele sugere escrever 10 motivos pelos quais você está aprendendo inglês e deixar à vista junto com o seu material de estudo: “Eu recorro a isso nos momentos de ‘fraqueza’“.

3. Foque exatamente no que você deseja aprender

Geralmente a discussão sobre como aprender qualquer idioma gira em torno do debate entre abordagens tradicionais x tecnológicas. Para Aaron Ralby, diretor da Linguisticator, este debate foge do ponto principal: “A questão não é tanto sobre online x offline ou app x livro. Em vez disso, deveria ser como reunimos os elementos necessários de um idioma para um objetivo específico, apresentamos estes objetivos de maneira ‘amigável’ e fornecemos os meios para que os estudantes os entendam”.

coisas a se fazer para aprender ingles

Ao iniciar um método ou abordagem específicos, pense sobre a essência por trás do estilo ou da tecnologia. “Basicamente“, ele diz, “o aprendizado toma lugar dentro de você em vez fora, independentemente de ser um computador, um livro ou um professor na sua frente“.

4. Leia por prazer

Para a maioria dos nossos especialistas, ler não é bom apenas para obter progresso, mas também um dos aspectos mais recompensadores do processo de aprendizado. Alex Rawlings explica que ler por prazer “te expões a todo tipo de vocabulário que você não encontrará no dia-a-dia, e acostuma o leitor às estruturas gramaticais que pareciam confusas e complicadas. O primeiro livro que você terminar em outro idioma será uma grande façanha que você se lembrará por muito tempo”.

 5. Aprenda vocabulário em contextos

Memorizar listas de vocabulários pode ser desafiador, mas não é a coisa mais esperta a se fazer. Ed Cooke, cofundador e CEO da Memrise, acredita que a associação é a chave para reter novas palavras: “Uma ótima maneira de construir vocabulário é ter certeza que as listas que você está aprendendo vêm de situações ou textos que você mesmo experimentou, para que o conteúdo seja sempre relevante e se conecte às suas experiências“.

Em breve a parte 2.

Até mais,

Ueritom


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastrar!

Um pensamento em “Aprendendo outro idioma – 10 coisas que você precisa saber