Como estudar em uma faculdade fora do país


Este post já foi lido 742 vezes desde 27/06/2015

Este post foi também escrito pelo Guilherme da Luz, do site CursodeIngles.net. É a penúltima colaboração dele aqui no blog. O tema de hoje é “Como estudar em uma faculdade fora do país. Acompanhem:

***

Após finalizar uma graduação no Brasil muitos estudantes procuram ainda especializações para aprimorar o currículo. Alguns pensam mais longe e tentam fazer um curso fora do país. Realizar uma pós em um país estrangeiro, fazer uma especialização em outro idioma são formas de sucesso para melhorar o currículo e abranger o conhecimento pessoal em relação à cultura de outros países.

Universidades brasileiras oferecem cursos de extensão fora do país e geralmente tem acordos com universidades e faculdades estrangeiras, há também a possibilidade de realizar cursos parciais, alguns meses de estudo fora e depois terminar na universidade de origem.

como estudar em uma faculdade fora do pais

Como se preparar para ingressar em uma faculdade no exterior

Em muitos casos para fazer essa especialização é preciso ter um certificado de eficiência em inglês para tentar uma vaga, por isso não há tempo a perder para se preparar e se dedicar em um curso de inglês e garantir uma vaga. Quanto mais cedo, melhor.

O estudante tem que ter um inglês intermediário ou avançado (mínimo IELTS 4.0/ TOEFL IBT 60), por isso é importante já na fase da graduação no Brasil estudar e estar preparado para o teste de proficiência exigido pelas universidades no exterior.

Alunos brasileiros buscam muitos cursos em faculdades no Canadá, Estados Unidos e Inglaterra. Outro país que tem chamado a atenção dos brasileiros é a Nova Zelândia, mais interessados buscam esse destino pela fama renomada do ensino, inclusive no inglês.

Planejamento de longo prazo

É importante ter em mente esse desejo assim que o estudante ingressa na universidade ainda no Brasil, além do tempo de dedicação para estudar inglês, é preciso pesquisar muito como dar o primeiro passo para uma pós no exterior. Se a universidade não tiver programas de intercâmbio para seus alunos, é necessário o interessado desembolsar uma quantia para pagar um curso fora do país ou pesquisar oportunidade de bolsas no exterior.

O Eramus Mundus é um programa procurado por muitos interessados, é custeado pela União Europeia e tem o objetivo de reforçar os laços acadêmicos entre instituições de ensino ao redor do mundo. O programa dispõe de bolsas de estudo integral ou parcial para cursos de mestrados e doutorados, e também programas para professores universitários.

Outra forma natural é o estudante querer realizar a primeira graduação fora do país, após conclusão do ensino médio, neste caso cada instituição de ensino tem suas exigências e é preciso avaliar qual se encaixa melhor. Outros países do leste europeu também recebem estudantes para cursos em inglês, mesmo não sendo a língua local do país. A cidade de Praga atrai também muitos estudantes de outros países que desejam estudar na Universidade Charles que é reconhecida internacionalmente.

O mais importante é o estudante sonhar com essa oportunidade e construir a base para poder realizar esse sonho com a máxima antecedência.

***

Este foi o quarto post do Guilherme aqui no blog, de uma série de cinco que ele escreveu para o blog.

Até mais,

Ueritom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastrar!