Como usar o Google para aprender inglês – parte 1


Este post já foi lido 970 vezes desde 27/06/2015

Publiquei recentemente a entrevista que fiz com o Denilso de Lima, do blog Inglês na Ponta da Língua, em três partes. Foi uma entrevista muito interessante e, na minha opinião, muito proveitosa. Estou mencionando esse fato novamente pois o post de hoje foi motivado por algo que ele disse. Na parte 3 da entrevista, em determinado momento, ele disse que

…o melhor site de todos é sem dúvidas o Google. Faça buscas por lá, explore os sites que surgiram nos resultados e encontre aqueles que estejam de acordo com seus objetivos.

Estive relendo a entrevista no final de semana e esta parte me fez ter a ideia deste post. Também concordo que o Google seja o melhor lugar para se buscar informações na internet. Sendo assim, como professor de informática e fascinado por internet que sou, vou dar hoje algumas dicas e truques para melhor aproveitar o  Google, tanto para o aprendizado da língua inglesa quando para buscas em geral.

aprenda ingles pesquisando no Google

Se você quer aprender inglês na internet, certamente irá começar com algum buscador. Não precisa ser necessariamente  o Google, porém este é o mais utilizado e o mais “completo”, e por isso falarei especificamente dele neste post.

Antes de falar do serviço de busca em si, vou falar de dois “serviços agregados” que fazem parte do “grupo” Google. O primeiro é o Google Translate, ou Google Tradutor. Ele é o mais conhecido tradutor online existente na internet, e permite a tradução de (e para) 57 idiomas diferentes. Não é 100% confiável, pois ele traduz meio que ao pé da letra, mas pode ser muito útil em alguns casos. Além disso, ele possui a famosa “mulher do Google” que lê os textos digitados, tanto no idioma de origem quanto de destino. Em todo caso, se você não o conhece, vale a pena dar uma conferida.

Outro serviço oferecido pelo Google que pode ser útil é o Youtube. O famoso site de vídeos, que tem “de tudo um pouco”, pode lhe ajudar a ensinar inglês também. Você pode tanto fazer pesquisas como faz no Google, como também pode se inscrever em canais que ensinam inglês por lá.

Voltando ao Google em si, antes de passar os “truques”, gostaria de dizer, apenas para reforçar, que o Google não é um “guru”, e nem uma pessoa que responde perguntas. Digo isso pois tenho acesso às estatísticas de visitantes do blog, e recebo muitas visitas oriundas do Google. Entre estas estatísticas dá para visualizar o que a pessoa digitou no Google para chegar até o blog. Já vi coisas como eu quero que saber como conjugar o verbo to work em inglêsou algo do tipo. Já vi também me diga cinco verbos que comecem com a letra RImagino que a pessoa que digitou isso estivesse esperando, talvez até com áudio, uma resposta, quando na verdade o Google mostra páginas que contenham as palavras digitadas. Ao digitar “eu quero saber” no começo, irá inclusive limitar os resultados, pois nem todos os sites terão estas palavras no seu texto, sem falar que a pessoa passará mais tempo digitando.

Dito isso, vou passar a algumas dicas para facilitar e melhorar as suas pesquisas e seus resultados no Google. Acompanhe:

ELIMINE PALAVRAS CURTAS E ACENTOS

O Google tem a intenção de facilitar a sua vida nas pesquisas. Sendo assim, ele irá ignorar palavras curtas (principalmente preposições) como de, e, em, na, por, do, da, entre outras. Além disso, ele reconhece palavras que são acentuadas, mesmo que estejam sem acento, e também palavras com grafia incorreta, desde que não sejam erros muito grosseiros. Sendo assim, se você está procurando por uma lista de adjetivos em inglês, por exemplo, você pode digitar apenas lista adjetivos ingles e o Google irá localizar. Além disso, caso você escreva adijetivos, ele também irá achar resultados. Veja:

pesquisa lista de adjetivos em ingles

Note que ele identificou que seria adjetivos em vez de adijetivos. Caso você quisesse buscar realmente por adijetivos, poderia clicar em “Em vez disso, pesquisar por …“, e traria resultados diferentes. Veja:

lista de adijetivos em ingles

Não estou aqui dizendo que você pode escrever de qualquer jeito, nem que não é necessário aprender a escrever corretamente. Pelo contrário, quem me conhece sabe que sou meio “chato” com relação a isso. O que eu quis dizer é que temos alguns “atalhos” para facilitar a busca, já que atualmente tudo é muito “rápido”.

Este post está meio extenso. Vou parando por aqui, e publicarei a continuação em breve.

Até mais,

Ueritom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastrar!