“Ligando” sons em inglês


Este post já foi lido 4670 vezes desde 27/06/2015

Quando falamos, nossa intenção principal é nos comunicarmos, falarmos e nos fazermos entender. Além disso, inconscientemente tentamos “economizar” ao falar e com isso surgem contrações, sons “mudos” entre outras maneiras de “acelerar” a fala.

Um recurso usado com bastante frequência pelos nativos é o chamado linking sound. Ele tem a ver com “ligar” uma palavra à outra na pronúncia, como se elas formassem uma palavra apenas.

ligando sons em ingles - linking sounds

Vou dar um exemplo: This afternoon. Estas duas palavras, quando faladas em sequência, costumam ser pronunciadas sem pausa. Ou seja, é como se as duas palavras fossem uma só. A pronúncia fica algo como “diséfternun” ou, se preferir, o começo da palavra disaster.

Nem todas as palavras em inglês são “ligadas” desta forma entre si. Existem algumas “categorias” onde elas são aplicadas. Deve-se analisar a letra final da primeira palavra com a letra inicial da segunda palavra. De forma resumida, podemos dizer que as “ligações” acontecem na maioria das vezes entre consoantes e vogais ou entre duas vogais. Existem também alguns casos de consoantes e consoantes, porém são mais raros.

Existem algumas regras que falam sobre se o som é nasal ou não, porém não entrarei nesses detalhes aqui, para não complicar. No final do post existem alguns links, para quem quiser ler mais sobre este tema. 

CONSOANTES X VOGAIS

O exemplo usado no começo deste texto é um exemplo de “ligação” de vogal e consoante. A primeira palavra termina com S, enquanto a segunda começa com A. Neste caso, costuma-se pronunciar tudo em sequência, sem pausa. Outro exemplo com S e A é She is a doctor, que se pronuncia She isa doctor.

Veja mais alguns exemplos (pronúncia entre parênteses):

  • Turn off the light, please (târnof).
  • That’s enough (détsenâf);

É importante mencionar que o que vale é o som da letra e não a letra em si. A letra Y, por exemplo, é uma consoante mas tem som de I, que é vogal. Sendo assim, a expressão He told you that.., a letra D do final de told irá “se ligar” com o Y de you e a pronúncia fica “tôldiu“.

VOGAIS X VOGAIS

Quando temos “encontros” de vogais, também as “ligamos”. Os encontros que costumam ter essas ligações são aqueles cuja primeira palavra termina com uma vogal “fechada” (a boca fica em formato “redondo”, como quando pronunciamos a letra U) ou “aberta” (como a pronúncia da letra I). Nestes casos, meio que se acrescenta um som de W ou Y, respectivamente.

Ex:

  • too often.. (tuwofen);
  • He is… (ríyis);

A letra E, em muitos casos, não é pronunciada, o que faz com que seja considerado o som da consoante que a precede.

Ex:

  • gave us (guêivâs);
  • take it (têikit);
  • like a (láika);

CONSOANTE X CONSOANTE

Este tipo de ligação é menos comum, porém também acontece. A forma mais comum é quando a última letra da primeira palavra e a primeira letra da segunda palavra são as mesmas.

Ex:

  • keep practicing (kípréticin);
  • sad destination (sédestinêichan);

Você pode ver outras situações aqui.

Veja um vídeo da excelente professora Rachel falando sobre o assunto:

Para finalizar, alguns links que falam sobre este tema (em inglês):

Lembre-se que se você utilizar o “linking“, você ficará mais parecido com um nativo e soará menos “estranho”. Por isso vale a pena estudar este tema.

Em caso de dúvidas, deixe comentário.

Até mais,

Ueritom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastrar!