O uso do one como pronome 3


Este post já foi lido 1841 vezes desde 27/06/2015

Imagino que vocês (a maioria pelo menos) já saibam que a palavra one é um número cardinal. Já fiz um post falando sobre isso. Já falei também que one é, além disso, um artigo indefinido, e já expliquei a diferença de uso entre a e one. O que pouca gente sabe é que one também pode ser um pronome, usado para substituir os substantivos em alguns casos.

Para exemplificar melhor, vou dar alguns exemplos primeiro, e depois a explicação:

  • Please bring a small portion for her and a big one for me.
  • A good friend is the one who always be with you when the entire world rejects you..
  • Which shirt do you want? I want the red one.
  • Are there any apples? Yes, I bought some ones yesterday.
one como pronome no lugar dos substantivos

Em todos os casos acima, a palavra one (que neste caso tem uma forma no  plural, ones) é usado sempre para “substituir” o substantivo, para que ele não se repita indefinidamente. Vou tentar explicar melhor. Imagine a palavra ela. Esta palavra é usada para substituir, em português, o nome de uma pessoa, cidade, objeto (em inglês usa-se it quando não se fala de pessoas, mas isso é uma outra conversa), etc. Imagine se toda vez usássemos o mesmo substantivo. Ficaria no mínimo estranho:

  • Eu vou à casa de Renata. Renata me convidou para jantar.
  • Eu vou para casa. A casa é grande e bonita.
  • Marcelo viu uma girafa ontem. A girafa tinha o pescoço bem grande.
Normalmente não é assim que falamos. Vamos pegar o primeiro exemplo, e o restante segue o mesmo raciocínio. Geralmente quando falamos, no segundo “Renata”, substituímos por ela, ficando neste caso “Eu vou à casa de Renata. Ela me convidou para jantar“. A partir da segunda vez que fazemos menção a Renata, costumamos usar ela para indicar a quem nos referimos, pois já indicamos anteriormente.
Em inglês, a palavra one nestes casos vem para substituir o substantivo, após ele ter sido “identificado” e quisermos nos referir a ele novamente. As orações (frases com verbos) em inglês precisam ter sujeito obrigatoriamente, mesmo que em português ele seja oculto ou inexistente (lembre-se: temos que pensar como eles pensam, não como funciona o português). Isso explica o uso do it em várias frases.
Na primeira frase, a do big portion, a pessoa está dizendo “Por favor traga uma porção pequena para ela e uma grande para mim“. Em português, fica subentendido que estamos falando da porção (portion). Em inglês, no entanto, eu teria que usar portion novamente. Para evitar isso, usa-se o one, indicando que estamos falando da porção, sem repetir o seu uso.
É possível também usar esse “recurso” na forma interrogativa. Por exemplo, o cliente fala para o garçon: “Please bring me a beer“. O garçon provavelmente responderá “Which one?“. Ou seja, “Qual cervja/”, que poderia também ser traduzido por “Qual delas?”. Mesmo não tendo sido mencionado a palavra beer na pergunta, ficou subentendido com o uso do one que estávamos falando dela (a cerveja).
No plural o uso é semelhante, acrescentando-se apenas a letra s ao final de one (ones). Veja alguns exemplos:
  • We went to São Paulo and saw some tall buildings. They have the greatest ones in Brazil.
  • Ricardo and Vanessa are the new members in our club. They are the first ones  who are less than twenty years old.
Por hoje é isso pessoal. I hope you all like the post and share this one on Facebook.
Até mais,
Ueritom

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastrar!

3 pensamentos em “O uso do one como pronome