Sobre o uso de gírias em inglês 2


Este post já foi lido 18131 vezes desde 27/06/2015

Para “começar” 2014 de vez, vou falar sobre um e-mail que recebi de um site sobre aprendizado em inglês, através da sua newsletter. O e-mail falava sobre gírias e expressões típicas de cada país. Um leitor do site enviou uma mensagem dizendo que consegue entender as gírias e expressões em inglês, porém não sabe quando usá-las corretamente, e pergunta o que fazer a respeito.

A resposta dada por eles pode parece um tanto simplista, mas faz sentido (pelo menos no meu ponto de vista). Eles disseram para não usar gírias ao falar. Isso mesmo. Você não leu errado.

uso de girias em ingles

Vou explicar o que entendi e porque acho que faz sentido: apesar do fato de as gírias serem algo comum no cotidiano das pessoas, seja em que parte do mundo for, devemos levar em conta que as gírias “carregam” consigo na maioria das vezes fatores culturais e regionais que são meio que sutis, e quem é nativo (ou pelo menos tenha morado no país por um tempo considerável) conseguirá entender bem, enquanto quem vem de fora pode não ter uma concepção totalmente correta e, se tentar falar, pode acabar gerando mal-entendidos.

Isso não quer dizer que você deva deixar de estudar ou aprender gírias e expressões comuns em inglês. Pelo contrário. Os nativos falam mesmo e é bem provável que não deixem de usá-las porque você veio de outro país. Se você pegar um seriado por exemplo, verá que eles estão cheios de gírias, pois os atores usam o inglês casual, usado em conversas.

Mesmo que você entenda e conheça as gírias, pode ficar com dúvidas sobre quando usá-las. Prefira nestes casos usar o inglês mais “padrão”. Tudo o que é dito com gírias pode ser dito de maneira mais formal, e com isso você terá mais chances de ser entendido.

Imagine o contrário: um “gringo” vem para o Brasil e passa por regiões diferentes. Imagine ele no Nordeste ouvindo as pessoas falando cabra da peste, e alguém tentando explicar para ele o que é. Será que ele conseguiria usar esta expressão corretamente? Ou então se ele viesse aqui para a Grande Florianópolis e ouvisse os “manezinhos” chamando alguém de mandrião? Quem é daqui sabe o que isso quer dizer. Quem não é já passará trabalho. Imagine quem veio de outro país então?

Sendo assim, a dica de hoje, para resumir este post, é: estude e aprenda gírias, mas só as use se tiver 102% de certa do que está falando. Do contrário, você pode arranjar problemas sem necessidade. Tá ligado? 🙂

Até mais,

Ueritom


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastrar!

2 pensamentos em “Sobre o uso de gírias em inglês