Entrevista com brasileira que mora nos EUA – parte 1

Este post já foi lido 715 vezes desde 27/06/2015

Nada melhor que buscar informações sobre algo do que ir direto à “fonte”, ou então perguntar a alguém que já foi a essa mesma “fonte”. É isso que faço no post de hoje e nos dois post seguintes (o texto todo ficou muito grande, então dividi em 3 partes). Localizei uma brasileira que mora há algum tempo nos EUA que topou dar uma entrevista aqui para este humilde blog que vos fala. É a Ariana Leto, paulista do interior, que resolveu viajar para aprimorar seu inglês e ter novas experiências na Terra do Tio Sam. Entre outras coisas, ela estudou em Harvard, o que diga-se de passagem, não é para qualquer um. Para se ter uma ideia, passaram por lá Bill Gates (fundador da Microsoft) e Mark Zuckerberg (criador do Facebook), entre outros. Nesta entrevista, ela conta um pouco da sua experiência  e da sua vida por lá.

***

Conte um pouco sobre você. Onde nasceu, o que fazia no Brasil e porquê resolveu ir aos Estados Unidos.

Meu nome é Ariana, vou completar 24 anos em maio. Sou de São José dos Campos, interior de São Paulo. Sou professora de Inglês e Português, me formei em 2009, mas só lecionava o inglês mesmo. Aos 10 anos, minha mãe resolveu me matricular numa escola de idiomas da minha cidade, pra ver se minha timidez melhorava. Foi então que me apaixonei e nunca mais parei de estudar. Mesmo após terminar o curso, continuei a estudar sozinha em casa – lendo livros e revistas, ouvindo música e traduzindo minhas letras preferidas, vendo filmes e seriados. Ao terminar o Ensino dio, resolvi prestar o vestibular para Letras. Ser professor não é fácil, é uma profissão árdua e, por vezes, cansativa. Mas eu não consigo me ver fazendo outra coisa. Meu sonho sempre foi morar fora e, em 2010, uma amiga me falou sobre o programa de Au Pair. Me interessei e fui buscar informações em agências e na internet. Depois de muita pesquisa e conversa, resolvi que era isso o que eu queria: morar por dois anos nos EUA. Foi a junção de um sonho de criança e um complemento à minha carreira pois, na minha opinião, pra você ter um bom domínio na língua, um tempo vivendo somente com aquele idioma é essencial.

Veja também:  Entrevista com blogueiros - Real Life English (parte 1)

Vivendo nos EUA

Há quanto tempo você mora nos EUA? Viver aí é muito diferente do que você imaginava?

Estou aqui ha um ano e sete meses. A vida aqui é muito diferente em vários aspectos. Quanto a problemas, todos os países têm e aqui não é diferente. As leis são mais rígidas. Um simples exemplo: eu tenho a carteira de habilitação daqui, tenho meus documentos todos certinhos, ou seja, estou ‘dentro da lei’. Mas morro de medo de ser parada pela policia. Eu vejo um carro deles e me da ate revertério no estômago. Hahahaha … Há muitas facilidades dentro de carro, como secadora de roupas, lava-loucas, abridor de latas elétrico (isso mesmo!).

Quais são as principais diferenças culturais entre o Brasil e os EUA? O que você vê de bom aí que aqui não tem e vice-versa?

Eles são beeeeem mais patriotas que a gente. Tem bandeira em todo lugar, as pessoas usam camisas e bonés com as cores e/ou a bandeira do país. Eles se orgulham da história e das conquistas do país. É triste ver isso aqui e pensar que a gente é patriota somente durante a Copa, ou quando o Brasil ganha alguma coisa. A criação das crianças tambem é muito diferente: a criança aqui tem mais ‘atuação’, vamos dizer assim, no dia a dia da casa. Eles contam muito com a opinião das crianças em coisas que, ao meu ver, são de decisão somente dos pais. Mas definitivamente, o que mais me incomoda na cultura é a alimentação: eles comem muito mal! Eles têm um cafe da manhã gigante (ovo, bacon, linguiça, torrada, geleia…), comem um sanduíche pro almoço e comem uma refeição grande no jantar. As crianças almoçam nuggets, o famoso sanduíche de peanut butter and jelly (pasta de amendoim com geleia).. enfim, nada que sustente, muito diferente do almoço de verdade que nós, brasileiros, estamos acostumados.

***

Veja também:  Entrevista com brasileira que mora no Canadá - parte 2

Por hoje é isto. Amanhã publicarei a continuação desta entrevista. Até mais!

Ueritom

3 comentários em “Entrevista com brasileira que mora nos EUA – parte 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *