Learning English: What Works? (Speaking – parte 2)

Este post já foi lido 1191 vezes desde 27/06/2015

Hoje a segunda parte do segundo post da Lisa Biskup, do English Fluency Now. O tema é ainda o speaking. Se você não leu a primeira parte, sugiro que a leia antes de continuar. Clique aqui para ver a parte 1.

***

Independentemente de você falar desde o primeiro dia ou passar um certo tempo focando apenas em ouvir (listening), lembre-se de fazer o seguinte para se tornar um excelente falante de inglês:

Ouça o máximo de input compreensível que puder

Isto irá garantir que você treine seu ouvido aos “sons do inglês”, e assim você poderá reproduzi-los com precisão.

Preste atenção

Perceba como as palavras são pronunciadas e como o falantes está “subindo” e “descendo” com a sua voz (ou seja, a sua entonação) e também o ritmo.

Use repetição

Quanto mais você ouvir ao mesmo material, melhor você irá entende-lo, e isso irá se tornar parte de você. Após algum tempo, você será capaz de usar certas palavras e expressões com facilidade na sua fala sem mesmo pensar nisso.

 English speaking 2

Fala automática

Para se tornar fluente em inglês, você deve parar de traduzir mentalmente. Você quer ser capaz de ouvir, entender e falar automaticamente, sem pensar. Eu acredito que o método TPRS (Teaching Proficiency through Reading and Storytelling – Ensino da Proficiência através de Leitura e Contar Histórias) é excelente para isso. Eu uso este método no meu curso Success with Stories nas lições de Perguntas e Respostas. Você será questionado sobre várias coisas e sua tarefa é responder imediatamente. Você fará isso várias vezes, e cada vez que você fizer, ficará cada vez melhor – seu speaking virá de forma automática.

Tenha algo a dizer

Se você não tem nada para dizer, qual é a vantagem de falar? Independentemente de você trabalhar por conta como um tutor, professor ou “treinador”, cabe a você falar por si. Encontre um tópico você aprecie (ex: filmes, esportes, hobbies, política) e torne-se um expert no vocabulário e expressões relacionadas a este tópico. Fale consigo mesmo (algumas pessoas gostam de ter conversas consigo mesmas no chuveiro) ou encontre alguém para conversar sobre este tópico. Mantenha o seu lado da conversa fazendo perguntas e dando respostas longas a elas.

 Pratique, pratique, pratique

Como qualquer coisa, quanto mais você pratica, melhor você fica. Atualmente você pode encontrar parceiros linguísticos que poderão praticar com você online via Skype e, claro, você pode sempre pagar para ter aulas com um professor particular. Independentemente de você pagar ou não para praticar, use o seu tempo com sabedoria preparando-se com alguns tópicos, questões e itens nos quais você gostaria de “trabalhar”.

Vença a timidez e/ou o medo de cometer erros

Finalmente, um dos maiores motivos pelos quais as pessoas não falam é porque elas são ou muito tímidas ou têm medo de cometer erros. Minha sugestão para este caso é encontrar alguém em quem você confie (um professor, um amigo, um colega) e “trabalhar” em um ambiente seguro até que você construa sua confiança. Essa pessoa deve ser alguém que tenha a paciência e desejo de falar com alguém que esteja aprendendo. Esta pessoa não irá rir de você nem te criticar, mas em vez disso te apoiar e te dar feedback construtivo.

Se você seguir estas sugestões, você com certeza irá se tornar um excelente falante de inglês!

 No meu próximo artigo, falarei sobre como ler em inglês.

Lisa Biskup

www.englishfluencynow.com

***

Aqui encerra-se o segundo post da Lisa. Semana que vem tem mais..

O que você está achando dos posts dela até agora? Está gostando? Deixe sua opinião nos comentários.

Até mais,

Ueritom

2 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *