Mnemônica – já ouviu falar?

Calme, não estou xingando ninguém aqui. Mnemônica não é palavrão, apesar de parecer. Deve ter ficado claro também que não é uma palavra portuguesa. Ou você conhece alguma outra palavra que comece com Mn? Independente de qualquer coisa, vou dar mais explicações sobre essa “técnica” que tem ajudado as pessoas a memorizar (veja bem, eu disse memorizar, não decorar) conteúdos nos mais variados assuntos. Com o inglês não seria diferente. Mas antes de mostrar como pode lhe ser útil, vou definir o que é mnemônico.

mnemônicos no aprendizado do inglês

De acordo com o site Papo de Homem, mnemônica é “qualquer processo artificial utilizado para tornar a memorização mais eficaz. Desse modo, quando o sujeito fica repetindo em voz alta o número de telefone ou até mesmo o nome de sua paquera, ele está utilizando técnicas mnemônicas“. Ou seja, são técnicas usadas para facilitar a memorização de listas, palavras, tópicos, ou o que quer que seja, através de “ligações” mentais entre uma coisa e outra.

Vou citar alguns exemplos: quando eu estudava no colégio, a minha professora de Geografia certa passou uma “dica” para aprender a sequência dos planetas do nosso sistema solar que na época (hoje não mais, pois Plutão não é considerado mais um planeta) eram Mercúrio, Vênus,  Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Com as iniciais dos nomes de cada planeta, ela nos ensinou a frase “Minha Vó Tem Muitas Jóias; Só Usa No Pescoço“, onde a inicial de cada palavra fica na mesma sequência. Para mim resolveu. Desde então nunca mais esqueci a sequência dos planetas.

Outro exemplo que recordo da minha infância é na aula de Matemática. A maioria dos alunos confunde o  sinal de maior, que é o >, com o sinal de menor, que é o <. Aprendi que a “boca”, que é a parte aberta, sempre fica para o lado do maior. Então se vemos A > B, temos que A é maior que B. Se temos A < B, quer dizer que o B é maior que o A, e se B é maior que A, logicamente A será menor que B.

Existem vários outros exemplos que poderiam ser citados, porém não vou me prolongar nas explicações, pois creio que já ficou entendido como funciona. Você pode usar isso para se aprimorar no inglês também, seja para ampliar o seu vocabulário ou para memorizar o que quer que seja. O segredo é criar associações entre a palavra e seu significado, por mais fora da realidade que seja. Vou citar alguns exemplos:

  • Urso é bear (se pronuncia bér). Imagine um urso BEARrando de dor por ter pisado em  um espinho;
  • Melhor é best. Imagine seu amigo ficando todo “BESTa” por ter sido escolhido o melhor da turma;
  • Cléber (CLEVER) é muito esperto;
  • Eu não SAY (sei) o que dizer;

O site da escola de inglês Qualify possui alguns exemplos de mnemônicos em inglês, para você se “inspirar” e depois criar os seus próprios. Deixe nos comentários os que você inventou ou que já conhecia. Aproveite também para saber mais sobre o assunto nos seguintes tópicos:

Por hoje é isso gente. Espero que tenha ficado claro este conteúdo. Após isso tudo só tenho uma coisa a dizer: eu vou ficar de cara se você não compartilhar isso no FACE..hehehe

Até mais,

Ueritom

8 thoughts on “Mnemônica – já ouviu falar?

  • 9 de novembro de 2016 em 12:38
    Permalink

    Eu nao gostei dessa comparação acima, a técnica pode ser boa, mas a frase do exemplo nao tem nada a ver. Urso= bear , mas usar o “termo” bear-rando pra lembrar do urso parece esquisito, porque a pessoa vai achar que bear é berrar e não urso..
    Outro: Eu nao say o que dizer… (eu nao sei, seria ” I don’t know” , ai a pessoa vai confundir say (verbo em ingles) com sei(do verbosaber em portugues), que são coisas bem diferentes. Não entendi qual a relação dessas palavras, Eu sinceramente nao aprenderia nada desse jeito.

    Resposta
    • 9 de novembro de 2016 em 14:26
      Permalink

      Andrea, você não está levando em consideração os sons da palavra. A ideia é justamente “parecer estranho”, pois quanto mais estranho óu “sem noção” for, mais fácil fica para o seu cérebro lembrar.

      Não acho que as pessoas fariam esta confusão. A ideia é usar o significado da palavra e algo que lembre o seu som em inglês na mesma frase. Ainda assim, existem várias técnicas e essa é uma delas. Se você acha que não serve para você, okay, você pode tentar outras.

      Em todo caso, agradeço seu comentário e espero que você possa voltar mais vezes.

      Ueritom

      Resposta
  • 17 de agosto de 2016 em 22:07
    Permalink

    Nice job! Ajudou bastante! Obrigada!

    P.s. Aquele “face” do final foi ótimo!

    Resposta
  • 18 de outubro de 2012 em 17:34
    Permalink

    Pessoal, se vocês tiverem mnemônicos legais, cadastrem no site mnemonics.com, na parte do English As Second Language, muitas vezes seus mnemônicos podem servir para outras pessoas também. E tem poucos mnemônicos em português por lá.

    Resposta
  • 2 de agosto de 2012 em 11:03
    Permalink

    Legal! A escola onde estudo utiliza esta tecnica de ensino é bem melhor q as convencionais!

    Resposta
    • 2 de agosto de 2012 em 12:25
      Permalink

      É uma técnica interessante, Evelyn, e ajuda bastante no aprendizado. Obrigado por comentar e volte sempre!

      Ueritom

      Resposta
      • 8 de agosto de 2012 em 14:03
        Permalink

        é muito legal mesmo! o site é demais! Parabéns!

        Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *