Opinião de um norte-americano que não gostou do Brasil

Este post já foi lido 12191 vezes desde 27/06/2015

Este post talvez seja um pouco polêmico, porém o estou publicando pois tem a ver de certa forma com a língua inglesa, EUA, Brasil e questões culturais de ambos os países.

O texto a seguir “rolou” pela internet no final de 2013, e talvez você já o tenha visto. No entanto, estou publicando-o pois muitas pessoas não o viram e podem vir a ter conhecimento dele. Gostaria de pedir que você lesse até o final e deixasse sua opinião nos comentários.

Um norte-americano, casado com uma brasileira, morou 3 anos no Brasil e é casado com uma brasileira. Ele postou em um fórum em inglês uma lista com 20 razões pelas quais odiou morar aqui no Brasil. As razões são variadas, desde questões culturais até problemas crônicos que temos por aqui.

Peguei a lista abaixo deste site, que é uma tradução do original em inglês. Seguem as palavras do “gringo” que odiou morar aqui e os seus motivos:

***

1. Os brasileiros não têm consideração com as pessoas fora do seu círculo de amizades e muitas vezes são simplesmente rudes. Por exemplo, um vizinho que toca música alta durante toda a noite… E mesmo se você vá pedir-lhe educadamente para abaixar o volume, ele diz-lhe para você “ir se fud**”. E educação básica? Um simples “desculpe-me “, quando alguém esbarra com tudo em você na rua simplesmente não existe.

hate Brazil

2. Os brasileiros são agressivos e oportunistas, e, geralmente, à custa de outras pessoas. É como um “instinto de sobrevivência” em alta velocidade, o tempo todo. O melhor exemplo é o transporte público. Se eles vêem uma maneira de passar por você e furar a fila, eles o farão, mesmo que isso signifique quase matá-lo, e mesmo se eles não estiverem com pressa. Então, por que eles fazem isso? É só porque eles podem, porque eles vêem a oportunidade, por que eles querem ganhar vantagem em tudo. Eles sentem que precisam sempre de tomar tudo o que podem, sempre que possível, independentemente de quem é prejudicado como resultado.

3. Os brasileiros não têm respeito por seu ambiente. Eles despejam grandes cargas de lixo em qualquer lugar e em todos os lugares, e o lixo é inacreditável. As ruas são muito sujas. Os recursos naturais abundantes, como são, estão sendo desperdiçados em uma velocidade surpreendente, com pouco ou nenhum recurso.

4. Brasileiros toleram uma quantidade incrível de corrupção nos negócios e governo. Enquanto todos os governos têm funcionários corruptos, é mais comum e desenfreado no Brasil do que na maioria dos outros países, e ainda assim a população continua a reeleger as mesmas pessoas.

5. As mulheres brasileiras são excessivamente obcecadas com seus corpos e são muito críticas (e competitivas com) as outras.

6. Os brasileiros, principalmente os homens, são altamente propensos a casos extraconjugais. A menos que o homem nunca saia de casa, as chances de que ele tenha uma amante são enormes.

7. Os brasileiros são muito expressivos de suas opiniões negativas a respeito de outras pessoas, com total desrespeito sobre a possibilidade de ferir os sentimentos de alguém.

8. Brasileiros, especialmente as pessoas que realizam serviços, são geralmente malandras, preguiçosas e quase sempre atrasadas.

9. Os brasileiros têm um sistema de classes muito proeminente. Os ricos têm um senso de direito que está além do imaginável. Eles acham que as regras não se aplicam a eles, que eles estão acima do sistema, e são muito arrogantes e insensíveis, especialmente com o próximo.

Veja também:  1 ano do blog Inglês para Leigos

10. Brasileiros constantemente interrompem o outro para poder falar. Tentar ter uma conversa é como uma competição para ser ouvido, uma competição de gritos.

11. A polícia brasileira é essencialmente inexistente quando se trata de fazer cumprir as leis para proteger a população, como fazer cumprir as leis de trânsito, encontrar e prender os ladrões, etc. Existem Leis, mas ninguém as aplica, o sistema judicial é uma piada e não há normalmente nenhum recurso para o cidadão que é roubado, enganado ou prejudicado. As pessoas vivem com medo e constroem muros em torno de suas casas ou pagam taxas elevadas para viver em comunidades fechadas.

12. Os brasileiros fazem tudo inconveniente e difícil. Nada é simplificado ou concebido com a conveniência do cliente em mente, e os brasileiros têm uma alta tolerância para níveis surpreendentes de burocracia desnecessária e redundante.

13. Brasileiros pagam impostos altos e taxas de importação que fazem tudo, especialmente produtos para o lar, eletrônicos e carros, incrivelmente caros. E para os empresários, seguindo as regras e pagando todos os seus impostos faz com que seja quase impossível de ser rentável. Como resultado, a corrupção e subornos em empresas e governo são comuns.

Tio Sam

14. Está quente como o inferno durante nove meses do ano, e ar condicionado nas casas não existe aqui, porque as casas não são construídas para ser herméticamente isoladas ou incluir dutos de ar.

15. A comida pode ser mais fresca, menos processada e, geralmente, mais saudável do que o alimento americano ou europeu, mas é sem graça, repetitivo e muito inconveniente. Alimentos processados, congelados ou prontos no supermercado são poucos, caros e geralmente terríveis.

16. Os brasileiros são super sociais e raramente passam algum tempo sozinho, especialmente nas refeições e fins de semana. Isso não é necessariamente uma má qualidade, mas, pessoalmente, eu odeio isso porque eu gosto do meu espaço e privacidade, mas a expectativa cultural é que você vai assistir (ou pior, convidar amigos e família) para cada refeição e você é criticado por não se comportar “normalmente” se você optar por ficar sozinho.

17. Brasileiros ficam muito perto, emocionalmente e geograficamente, de suas famílias de origem durante toda a vida. Como no #16, isso não é necessariamente uma má qualidade, mas pessoalmente eu odeio porque me deixa desconfortável e afeta meu casamento. Adultos brasileiros nunca “cortam o cordão” emocional e sua família de origem (especialmente as mães) continuam a se envolvido em suas vidas diariamente, nos problemas, decisões, atividades, etc. Como você pode imaginar, este é um item difícil para o cônjuge de outra cultura onde geralmente vivemos em famílias nucleares e temos uma dinâmica diferente com as nossas famílias de origem.

18. Eletricidade e serviços de internet são absurdamente caros e ruins.

19. A qualidade da água é questionável. Os brasileiros bebem, mas não morrem, com certeza, mas com base na total falta de aplicação de leis e a abundância de corrupção, eu não confio no governo que diz que é totalmente seguro e não vai te fazer mal a longo prazo.

20. E, finalmente, os brasileiros só tem um tipo de cerveja (aguada) e realmente é uma porcaria, e claro, cervejas importadas são extremamente caras.

***

Veja também:  Erros comuns cometidos por iniciantes em inglês - parte 2

Se você visitar o site que traduziu o texto, a lista continua, postada por outras pessoas do fórum. Mas vou publicar “apenas” estes para que o post não fique ainda mais extenso.

Você leu as 20 razões? Concorda? Discorda? Concorda em partes? Deixe seu comentário e vamos debater este tema!

Até mais,

Ueritom

51 comentários em “Opinião de um norte-americano que não gostou do Brasil

  • 13 de outubro de 2016 em 02:34
    Permalink

    Infelizmente, eu tenho que concordar com esse americano em tudo! A falta de educação dos vizinhos e oportunismo é coisa nossa mesmo. Falação alta e rude. E lentidão e desprezo dos serviços públicos. A burocracia ridícula, a falta de ar condicionado… os impostos absurdos sobre produtos importados. Temos a cultura da festa, que começa na quarta e vai até domingo… A maioria de nós não se importa em melhorar o cardápio, apesar de ligarmos muito com o corpo… Mas os americanos são os mais obesos do mundo, então nisso somos iguais… O fato do brasileiro trair… isso eu nem comento rsrs Mas é tudo verdade mesmo. Não que os americanos são melhores, mas nós não estamos evoluindo, não.

    Resposta
    • 13 de outubro de 2016 em 11:13
      Permalink

      Obrigado por comentar e expressar a sua opinião, Sonia..

      Resposta
  • 24 de fevereiro de 2014 em 21:22
    Permalink

    Eu também sou americana morando aqui no Brasil. Acho meio irrelevante se nós concordamos com suas opiniões de cerveja e tal. Quando li essa lista pela primeira vez, o que mais pensei foi que a lista foi inútil e não muito produtiva. O que adianta reclamar assim, e em inglês? Se ele quiser sentir mais envolvido na cultura e fazer amigos e tal, por que ele não tentou fazer algum trabalho voluntário, algo assim? Todo o mundo tem dias bons e dias ruins, independente de onde estão morando. Acho que a coisa importante é tentar aprender coisas novas quando puder, dar para os outros “the benefit of the doubt”, e tirar o melhor que puder de qualquer situação. (Eu deixei um comentário muito maior no blog da Rachel, a qual você ofereceu um link).

    Resposta
    • 26 de fevereiro de 2014 em 09:46
      Permalink

      Legal, Danielle! Obrigado por vir até aqui e expressar o seu ponto de vista!

      Seu comentário me deu uma ideia. Vou mandar e-mail para você..

      Ueritom

      Resposta
  • 24 de fevereiro de 2014 em 16:34
    Permalink

    Obrigado por compartilhar o meu link. Achei os pareceres já referidos ridículo, obviamente. Estou feliz por encontrado o seu post!

    Resposta
    • 26 de fevereiro de 2014 em 09:25
      Permalink

      Não precisa agradecer, Rachel..o seu post tinha a ver com o conteúdo citado e eu achei-o interessante e resolvi compartilhar com os leitores. Gostei do seu bom-humor em alguns casos.

      Obrigado por vir até aqui comentar e volte sempre!

      Ueritom

      Resposta
  • 11 de fevereiro de 2014 em 21:07
    Permalink

    Quanto ao americano ter sido grosso ou não nem precisamos entrar no mérito da questão, mesmo porque se essas observações tivessem sido feitas por um brasileiro mudaria o teor de alguns comentários publicados aqui? O foco deixaria de ser o gringo FDP e então passaríamos a ter o brasileiro FDP? Ou será que somos tão limitados e apenas nos detemos ao fato de um estrangeiro vir jogar nas nossas caras as nossas mazelas e isso é inadmissível. Bem o fato é que, como já foi mencionado anteriormente, não sabemos receber criticas negativas, tomamos como algo extremamente pessoal e deixamos de considerar o que é relevante, ou seja, a nossa triste realidade. Exceto um ou outro item, que eu considero de gosto pessoal, como a cerveja por exemplo, os demais itens quem pode negar?

    Resposta
    • 11 de fevereiro de 2014 em 21:33
      Permalink

      Acho que o fato de ter gente que não admite críticas vindas de fora é o “orgulho ferido”. Não vejo outra explicação para isso. Em todo caso, obrigado por comentar e volte sempre ao blog!

      Resposta
  • 11 de fevereiro de 2014 em 10:02
    Permalink

    Infelizmente eu concordo… E não adianta se basear em desculpas para isso ou para aquilo, se os próprios brasileiros todos e não apenas a minoria tivessem um pouco dessa visão talvez o Brasil seria um outro Brasil.

    Resposta
  • Pingback: Como dizer "nada a ver" e "tudo a ver" em inglês? | Inglês para LeigosInglês para Leigos

  • 9 de fevereiro de 2014 em 22:56
    Permalink

    concordo, em quase tudo..e não acho que há generalização,o que ele falou foi como uma pessoa que vivenciou de perto essas mazelas citadas,vai viver lá fora, passe uns meses por lá e volte..quando vc chegar no aeroporto se vc for uma pessoa séria vc pensa em voltar…
    quanto a cerveja concordo já provei cervejas de vários países e tipos e gostos a daqui é água amarela..mas ´e bebida do povo..estando gelada né..rsrsr e aí é outra história.quanto ao café…eles tomam mais café colombiano,quem disse foi um amigo que mora em boston..
    emfim , é porque os brasileiros estão tão calejados de sofrer com essas mazelas que uma bolsa aqui e outra ali…passa como remédio..o paraíso pra essas pessoas é aqui..

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2014 em 21:03
    Permalink

    Bom, pelo menos ele disse verdades às quais estamos vivenciando e sentindo na pele há anos e, ele que é americano disse tudo o que nós brasileiros sentimos. Por que será que ele morando há 3 anos no Brasil percebeu e sentiu tudo isso por pouco tempo? Por que nós que moramos há anos não reclamamos de nada? Quanta omissão. Como se diz: “Uma andorinha só não faz verão” não é mesmo?

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2014 em 12:26
    Permalink

    Infelizmente é uma realidade que nosso país passa, falar de corrupção, brasileiro malandro, mulheres que cada dia querem ser mais ‘gostosas’ e ao mesmo tempo ambiciosas e lixo nas ruas…acredito que em todo país tenha isso mais o fato é que no Brasil isso seja ser repugnante. Pobres reclama na vida miserável que tem, com suas casa enchendo de água mais é o primeiro a jogar lixo no chão falta de cultura? de estudo? não simplesmente falta de vergonha na cara. Apoio o americano em todas as palavras e digo mais…com essa copa aqui no Brasil estaremos abrindo portas para TODOS os paises olharem nossa educação e nossa malandragem. A corrupção e o atraso dos estádios já foram noticias em quase todos os jornais do mundo. De vez em

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2014 em 01:45
    Permalink

    “Não se consegue agradar a gregos e troianos ao mesmo tempo”. Assim como este norte-americano detestou viver no Brasil, há vários outros que para cá se transferiram. Os tópicos citados podem ser reais, verdadeiros, mas são sustentáveis, conseguimos conviver com eles. Muitos pontos abordados são culturais, históricos. E, me parece, que ele incorre na generalização excessiva. Pessoas que fazem barulhos em excesso a desoras, de fato existem, mas não são maioria, nem tão comuns assim. Todos conhecemos pessoas que não se adaptaram em viver fora do Brasil, seja pelo clima, pela alimentação, pela lingua, pelos costumes locais…
    Ainda bem que ele voltou pra casa, né? “Live and let live”!

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2014 em 19:23
    Permalink

    Eu acho que opinião todos temos direito de da! Porem… Generalizar uma situação só por experiencia própria não e correto. O Brasil tem muitos problemas, agente sabe disso! E todos nós de certa forma temos responsabilidades com isso. Mas também tem puita coisa boa! E tanto o pais dele como qualquer outro, também se encontra com problemas, independente da natureza do problema!
    Como eu disse antes, as opiniões variam de pessoa para pessoa! Eu por exemplo tive a oportunidade de conhecer um americano que foi meu professor de inglês, e que por sinal e casando com uma brasileira, também professora de inglês!
    Quando perguntado o que ele achava do Brasil. Ele dizia que amava nosso pais e que não tinha a menor vontade de voltar para os Estados Unidos.
    As experiencias são relativas! Cada um expressa a sua opinião como achar que deve! Eu só acho que quem ouve esse tipo de opinião precisa ser bastante coerente ao interpreta. O mundo e cheio de diversidade, não existe lugar perfeito! Acho que antes de jugar e culpar tudo e todos, antes devemos mudar nosso mundo.
    Obrigado pela oportunidade de também poder expressar a minha opinião.

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2014 em 17:47
    Permalink

    Concordo plenamente com tudo que o americano disse e muito mais. Eu, particularmente, moro em uma cidade do interior de Minas e já estou vivenciando tudo que ele reclama nesse post, principalmente já estou tendo dificuldade para manter amizades, pois me decepciono cada dia mais com as pessoas. E percebo, como as pessoas são egoístas, mal-educadas, totalmente sem civilização. Infelizmente, o povo brasileiro hoje, é tudo isso que ele disse e muito mais em termos negativos.Mas, vale lembrar que ainda existem pouquíssimas pessoas entre nós que não se encaixam nos comentários. Eu, principalmente, sei que não me encaixo em nenhum deles.

    Resposta
    • 9 de fevereiro de 2014 em 14:19
      Permalink

      Concordo com você, Maria Nilda..as pessoas estão ficando cada vez mais difíceis de lidar e confiar..por vezes nos decepcionamos..enfim..faz parte..em todo caso, obrigado por comentar e volte sempre ao blog!

      Resposta
  • 8 de fevereiro de 2014 em 12:17
    Permalink

    Concordo com o gringo, acho que o brasileiro se acostumou a tudo isso, por isso não reclama. Os itens que mais gostei de ver ele criticar foram os números 4 e 5, e não sabia que era paronoia das brasileiras essa onda de ser obcecada pelo corpo. Dou nota dez p/ gringo que teve coragem de escrever tudo isso. O que raramente se ver. Parabéns p/ ele. E que os brasileiros reflitam sobre sua postura e sua imagem diante dos outros povos.

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2014 em 11:41
    Permalink

    Boa Tarde,

    Coitado deste AMERICANO, vai no pais deste cidadao para ver o que ele vai fazer… o AMERICANO sempre e bonzinho da historia… THEY HATE BRAZILIAN PEOPLE.. Ai vai o brasileiro com a cara de bosta.. ai americano I AM SORRY TO BE RUDE WITH YOU…. para meu… este gringo tem que voltar pro lixo dos EUA.

    Resposta
    • 8 de fevereiro de 2014 em 12:05
      Permalink

      Haha..fique calmo, Rafael..vamos comentar sem sermos agressivos…até porque, segundo consta, ele já voltou para o “lixo dos EUA”, como você diz..

      Resposta
    • 12 de junho de 2014 em 12:32
      Permalink

      Olá Rafael, pelo menos o americano falou do que sabe, criticar é para quem pode, tem que ter vivência, eu não corrijo uma observação sequer feita por ele, pois retratam a realidade. Acho que é por isso que o Brasil não irá pra frente, pois primeiramente para haver mudança, é preciso reconhecer o problema. Ou não, no entanto reconhecer não é pra qualquer um. É preciso muito peito. Quanto à você, será que você ao menos pôs o pé no lugar onde chamou de Lixo? Eu neste momento só não posso falar da Ásia e Oceania, pois só falo daquilo que sei.

      Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 21:36
    Permalink

    Infelizmente é assim que somos vistos em outros países e infelizmente essa é a triste realidade do Brasil. É claro que cada país tem sua cultura, pontos positivos e negativos, mas a grande maioria dos brasileiros fazem coisas erradas que “mancham” o nome do nosso país. Concordo com a opinião do americano, mas, é claro, que essas opiniões não são para todos os brasileiros. A dica que eu quero deixar é: vamos fazer nossa parte, fazer coisas boas e honestas, vamos ser reconhecidos pelas coisas boas, vamos fazer nossa parte para sermos reconhecidos pelas maravilhas que o Brasil pode proporcionar aos brasileiros e aos turistas. Vamos juntos mudar essa imagem negativa que o Brasil tem mundo afora. Vamos lutar juntos!

    Viva Brasil!!!

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 19:46
    Permalink

    Só não concordo com as críticas sobre a comida brasileira,(a americana é horrível), a cerveja americana também não está com essa bola toda! A mulher brasileira, apesar da sua observação negativa, ele gostou tanto que até se casou c/uma. Mas na maioria das observações ele tem razão, apesar de as culturas serem diferentes, o brasileiro segue religiosamente a “Lei de Gerson”, GOSTO DE LEVAR VANTAGEM EM TUDO CERRRTO!
    No mais a gente tem sempre que votar no “menos pior” e torcer para que o prejuízo não seja muito grande.

    Resposta
    • 8 de fevereiro de 2014 em 11:29
      Permalink

      Sim, o brasileiro em geral é “fã” da “Lei de Gerson”, mas não dá para dizer também que TODO brasileiro é assim..

      Resposta
      • 8 de fevereiro de 2014 em 12:10
        Permalink

        Sim Ueritom, mas é muito comum nos depararmos com este tipo de comportamento, seja numa fila, no Metro e principalmente no trânsito, (basta ocorrer um “APAGÃO”, que já está bem comum entre nós!), para a razão dar lugar para o egoísmo, a maioria quer cruzar a avenida primeiro que o outro e ninguém consegue sair do lugar.

        Resposta
        • 8 de fevereiro de 2014 em 12:22
          Permalink

          Eu sei que é bem comum, Francisco..eu vejo isso com certa frequência também..sem falar nas cargas que tombam e são saqueadas..

          O que eu quis dizer é que nem todo mundo é assim..eu pelo menos prefiro acreditar nisso..prefiro acreditar que ainda existem pessoas que “se salvam” em nosso país..

          Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 14:28
    Permalink

    Achei esse comentário em um site:

    “É divertidíssimo quando um gringo de primeiro mundo reclama isso de nós. Eles geralmente tem razão. Cada item citado é rigorosamente real sobre a prestação de serviços, sobre a questão de corrupção enorme e sobre a loucura de preços e impostos serem altos num pais de gente pobre, e sobre estes eu colocaria mais uns cem itens da mesma natureza. Entretanto, falou em questões de civilidade e, sinceramente, este indivíduo esqueceu de dizer que os americanos são campeões da falta de civilidade interpessoal com eles e com outros povos. São ninjas em reclamar de todos os costumes que não sejam os deles. Sempre monoglotas invasores, cobram valores que não possuem. Não é preciso nem citar a quantidades de costumes, tradições e manias deles que não auxiliam o bem viver em nada. Mas eu conheço uns americanos adoráveis. Vareia, vareia…”

    Comentário feito por Qila Nobre Santos.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 14:12
    Permalink

    Eu concordo totalmente com a opinião do americano. Sou brasileira, mas sei o quanto somos ignorantes (em todos os sentidos) e mal educados. Quando se é gentil na frente de alguém pelas costas é uma maldade e inveja que da pra assustar. Já morei fora do Brasil (Austrália) e posso dizer que nunca me senti tão bem em toda minha vida. Mesmo tendo um trabalho que pra nós é considerado subalterno, pude desfrutar de uma qualidade de vida que nunca tive e que nunca terei aqui no Brasil. Moro em Brasília e sou servidora pública, posso garantir que corrupção existe e sempre irá existir desde o mais alto até o mais baixo escalão; talvez com algumas mudanças políticas isso possa diminuir, mas é um cultura arraigada em nosso ventre e por isso que acabar com ela se torna quase impossível. Os serviços públicos são precários e ineficientes, e ainda paga-se absurdos. Estou farta, quase todo ano preciso de licença médica para tratar de stress. Violência nem se fala, já fui assaltada em plena manhã. Realmente quem diz que aqui é uma maravilha é porque não sabe o que é paz e tranquilidade!

    Resposta
    • 8 de fevereiro de 2014 em 11:26
      Permalink

      Mesmo ele tendo razão em alguns pontos, não dá para generalizar..sei que a situação não é das melhores, mas creio que ainda existam pessoas que “se salvam” por aqui. Principalmente em cidades pequenas, onde a vida corre mais calmamente e boa parte das pessoas têm mentalidade diferente. Eu vim de uma cidade pequena e falo por experiência própria..

      Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 13:29
    Permalink

    Ora, no geral o cara tem razão. É verdade que não se pode generalizar, eu também sou brasileiro e não me enquadro nem um pouco no “brasileiro“ do texto. E dizer que o Brasil é assim não significa que outros países não tenham seus problemas e seus maus costumes. Porém os defeitos dos outros não serve para justificar os nossos. Política e moralmente este país está uma catástrofe, e falta de respeito pelos outros é cada vez mais patente.
    Mas do último item ninguém pode discordar: a cerveja aqui é uma porcaria mesmo. Ainda bem que podemos, pagando um pouquinho mais, comprar alguma Heineken para saborear. Mas a variedade que eles tem lá acho que nem em sonho.

    Resposta
    • 7 de fevereiro de 2014 em 13:35
      Permalink

      “servem“
      “a“ falta de respeito
      pouquinho “a“ mais
      Escrevi correndo e saiu um monte de coisas erradas (fora as que não consigo perceber). Poderíamos acrescentar também que o brasileiro não sabe falar e nem escrever direito sua própria língua, mas acho que isso ocorre em todo lugar.

      Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 11:56
    Permalink

    É com pesar que tenho que concordar com muitas das coisas ditas, por este gringo ….. Mas por outro lado, percebo sua total falta de amabilidade, razão pela qual ele só se dedicou a enxergar o lado crítico das coisas ….. Tenho certeza que existem “Graças à Deus”, muitos Brasileiros que fogem totalmente do perfil traçado por esse gringo e uma delas certamente é a mulher que ele escolheu para compartilhar a vida juntos, coincidentemente uma Brasileira …. será que nesse caso específico “o amor é cego ” ?????????

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 10:52
    Permalink

    Não posso deixar de concordar com alguns pontos escritos! Vou Escrever de acordo com cada tópico que eu li. Sobre o primeiro: De fato algumas (Grande maioria) pessoas não respeitam uns aos outros e na questão educação parece custar caro ou algo do gênero as, as pessoas tem de pensar em conjunto, isso aqui falta muito.

    Segundo tópico: Sim, brasileiros em geral são sim oportunistas, mas não somente os Brasileiros, outras nacionalidades também está presente essa características, digo isso por que eu morei já em outro país e já presenciei isso fora.

    Eu ainda vou discorrer sobre o assunto mais depois, tenho que está mais inspirada hahaha

    Mas deixo uma observação: As pessoas não estão acostumadas a receber críticas como uma visão de construção positiva, muitos vão ler e irão se ofender e não nem ao menos mostrar o contrario ou tentar mudar.

    Sou brasileira sim e com muito orgulho(Para aqueles que vão achar que eu tenho preconceito e não aceito minha raízes) A diferença é que sei da nossa triste realidade e sempre quero fazer o melhor para mudar. Já sofri muito por não ser adepta ao jeitinho brasileiro.

    Brasil é um país maravilhoso, rico em recursos naturais e um país que a diversidade cultural e religiosa conseguem viver pacificamente.

    Fica ai um pouco da minha opinião 🙂

    Resposta
    • 7 de fevereiro de 2014 em 10:59
      Permalink

      Vc ainda precisa se inspirar? Nossa, agora fiquei ansioso pelo seu comentário quando você estiver em “full power”..haha..

      Obrigado por comentar, Brena..

      Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 10:31
    Permalink

    É com muita tristeza que tenho que concordar com algumas das afirmações do tal gringo. Más como disse o Atenir, fica difícil comparar duas culturas totalmente diferentes. Acredito que temos uma lista muito maior do que essa de qualidades.

    Resposta
    • 7 de fevereiro de 2014 em 10:58
      Permalink

      Verdade, Murilo..ele generalizou..ele tem razão em alguns pontos..talvez o ambiente que ele tenha vivido tenha levado-o a tirar estas conclusões..se vivesse em outro local, talvez ele pensasse diferente..

      Resposta
  • 7 de fevereiro de 2014 em 09:38
    Permalink

    Posso afirmar que, pelas generalizações que ele fez, quase nada do que ele falou é do jeito que ele diz. Falta a ele o elemento cultural, e principalmente educacional. Ele é um mal educado. Não há sociedade igual. Tem milhares de coisas que odeio dos americanos, no entanto, por respeito e educação, não saio falando mal dos outros por não gostar do jeito que as pessoas se comportam.
    O cara morou 3 anos aqui e só conheceu um tipo de cerveja? é um verdadeiro sem noção. Aguado que eu conheço é o café norte-americano. Esse sim é so agua.

    Xô gringo. Se já foi embora, já foi tarde…

    Resposta
    • 7 de fevereiro de 2014 em 14:00
      Permalink

      Atenir, não leve a mal, mas desqualificar o cara ou as suas atitudes não significa que ele não tenha razão no que diz. Ele pode ser um mal educado e no entanto falar coisas certas.
      Discordo do que você diz sobre a cerveja, mas com relação ao café deles concordo plenamente. Acho que os americanos nem imaginam o que seja um bom café. Dá um desgosto imaginar que provavelmente eles importem o melhor tipo de café, colombiano ou brasileiro, para fazer aquela água suja.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *